Criativas e originais, ‘Crews’ de corrida movimentam cidades

Com apoio de grandes marcas esportivas, estes grupos reúnem dezenas de participantes com objetivos em comum

Fica cada vez mais evidente que a corrida é o esporte individual mais coletivo que existe. Uma amostra disso são as chamadas crews de corredores se espalhando pelo Brasil, atraindo novos membros e a atenção e até patrocínio de grandes marcas de produtos esportivos. É gente como a gente que treina de forma amadora mas é apaixonada pelo esporte e se reúne com os amigos para tornar tudo mais divertido e compartilhado. Alguns desses grupos se destacam (especialmente nas mídias sociais) pelo engajamento e, assim, recebem essa atenção especial de marcas como Adidas, New Balance e Nike.

Leia mais:

+ 6 fones de ouvido sem fio para corredores
+ 10 minutos de corrida já fazem seu cérebro funcionar melhor

Entre tantos grupos de corrida que movimentam as ruas, apresentamos três crews que representam bem a tendência de correr em coletivo: porque abraçam todo tipo de pessoa, exploram novos espaços e têm, por trás, o nome de marcas fortes que dão o suporte necessário ao grupo.

1. PURA VIDA (RIO DE JANEIRO)

“Onde as pessoas estão passando de carro, nós estamos correndo. É uma ocupação urbana real”

O encontro por acaso de um dono de um restaurante vegano e um educador físico foi a faísca inicial para um projeto de sucesso no esporte. Pedro Pires e Thiago Ferreira trans­formaram o Espaço Pura Vida em mais do que um espaço de comida saudável. O local se tornou ponto de encontro de treinos funcionais para seus frequentadores.

Thi Ferreira, como é conhecido, tem 34 anos e é formado em educação física. Por isso, mostrou-se capacitado para con­duzir os treinos organi­zados no Espaço Pura Vida. Com o cresci­mento do número de participantes, a Nike entrou em contato para levar o grupo ao Nike Running Club.

Com suporte e divulgação da marca, os poucos treinos funcionais logo se tornaram uma rotina semanal intensa, que também inclui o Cor­re, treinão de corrida pelas ruas da Barra. “Corremos entre os bares, túneis, lugares onde as pessoas estão passando de carro”, conta Thiago. Já houve uma oportuni­dade em que o grupo fez suas atividades no bonde do Pão de Açú­car, um dos grandes destinos turísticos do Rio de Janeiro.

Os treinos fun­cionais acontecem na Cidade das Artes, complexo cultural que antes estava um pouco “esquecido” no Rio de Janeiro. “Era considerado um ele­fante branco, e fomos pioneiros em realizar atividades físicas ali”, diz o educador físico.

A ideia é não parar por aí. A maior concentração de corredores do Pura Vida faz parte do eixo Zona Sul-Barra, e Thiago vê como um plano para o futuro próximo a ex­pansão para bairros de outras regiões da cidade, onde não há tantas crews de corrida em ação.

Treinos

Treino funcional segunda a quinta-feira (7h e 19h30), na Cidade das Artes

Corre quinta-feira, 19h30, encontro na Cidade das Artes

Contatos

  • espacopuravida.com • nike.com.br/cidade/rio

Instagram: @puravida_training

2. TURTLES (RIO DE JANEIRO)

“Somos um grupo de amigos que gostam de correr, mas nosso foco vai além. Turtle é um estado de espírito”

Dentro da Speed, asses­soria de corrida carioca com patrocínio da New Balance, um grupo de corredores sentiu que o ritmo ali estava mais forte do que o que gostariam de imprimir. E surgiram os Turtles.

Entre os líderes da crew está a jornalista Sandra Mota. “Mante­mos o contato mais pró­ximo possível, trocando informações gerais, mar­cando treinos, encontros e festas”, conta.

Os Turtles contam com todo suporte da Speed para realizar eventos e treinos espe­ciais. “Ela nos ajuda com montagem de tenda, presença de professores, estagiários e estrutura”, diz Sandra.

Diferente de outras crews, os Turtles não têm uma rotina definida de treinamento. O grupo se organiza por WhatsApp para se encontrar quan­do há disponibilidade e costuma emendar o treino com a praia ou “hidratação” com cer­veja no bar. Para ser um “turtle”, não é preciso ser especialmente devagar na corrida nem aluno da Speed. A ideia da crew é apenas promover a amizade e incentivar a prática esportiva.

Contato

  • speedcorrida.com

3. UNICORNS (SÃO PAULO)

“A gente bate na tecla que nenhum homossexual, nenhum LGBTQ precisa se esconder”

O Unicorns surgiu, em 2015, com uma turma que marcava “peladas” semanais entre pessoas que gostavam de se mexer, mas que sofriam com a homofobia presente em campo. Segundo Bruno Host, um dos idealizadores do grupo, “a ideia foi criar um es­paço prazeroso para amigos jogarem bola”.

Por conta de uma matéria sobre o grupo no jornal Folha de S. Paulo, muitos membros da comunidade LGBTQ entraram em contato com o Unicorns para dar apoio e também pedir a organização de outros esportes. Em maio de 2017, iniciaram treinos funcionais e de corrida, com uma treinadora contratada especialmente para dar auxílio nessas atividades.

Dois meses depois, a Adidas entrou em contato com Bruno, brasiliense morador de São Paulo, de 30 anos, diretor de marketing de uma empresa da área de moda. A ideia foi que o Unicorns fizesse parte do pro­jeto Adidas Runners, que reúne grupos de corredores pelo Brasil. Para isso, além do treino funcional e da aula de corrida, criaram também um horário para o Corre, treinão de corrida com suporte da marca.

Bruno ressalta que não é preciso fazer parte da comu­nidade LGBTQ para entrar na crew. “Qualquer um pode fazer parte, a ideia é que toda e qualquer pessoa possa ter a liberdade de praticar esportes com amigos”, diz.

Treinos

Aula de corrida: segunda-feira (20h30), no Parque Ibirapuera

Treino funcional: quarta-feira (20h30) e sábado (9h), no Parque Ibirapuera

Corre – Adidas: quinta-feira (20h30), no Parque Ibirapuera

Contatos

  • unicornsbrazil.com e adidas.com.br/adidasrunners

Instagram: @unicornsbrazil

COMPARTILHAR