GRANDES AMORES

O esporte transformou as nossas vidas separadamente. E foi ele que nos uniu

Por Cidinha Ikegiri

Antes da gente se conhecer tinha vivido um ano bem difícil. Foi na corrida que eu aprendi a me respeitar mais, impondo limites para o meu corpo e para as relações que eu tinha com as pessoas. Aprendi a me valorizar mais. Acredito muito que quando estamos com uma energia boa atraímos pessoas boas para perto da gente e foi nessa vibe que o Fred apareceu. Nos conhecemos no ambiente da corrida e tudo aconteceu muito rápido. E de lá pra cá já aconteceu tanta coisa que nem parece que só temos um ano de namoro. A vontade e disposição de estar junto em cada momento que é importante para o outro e a admiração pela pessoa que você escolheu viver do seu lado é hoje pra mim o que existe de mais importante num relacionamento. E fico feliz por ter encontrado isso no meu namoro com o Fred.

Desde que o namoro começou até hoje, são centenas de quilômetros percorridos lado a lado, sempre incentivando o outro a se superar. Temos mais mil planos pela frente e seguimos buscando novos caminhos e correndo atrás de cada um deles, juntos, na vida e nas pistas.

Hoje, nesse Dia dos Namorados, queria compartilhar algumas dicas para quem, assim como a gente, gosta de unir amor e corrida na vida:

  1. Esteja presente nos momentos importantes para o seu parceiro. Chegar na linha de chegada de uma prova que você deu duro e encontrar a pessoa que você ama te esperando não tem preço.
  2. Adapte a sua agenda e a do seu parceiro para que vocês consigam fazer alguns dos treinos juntos. Assim, você consegue fazer o que você ama na companhia de quem você ama.
  3. Acredite e estimule seu parceiro a alcançar seus objetivos. Às vezes, alguém importante acreditar em você quando nem você mesmo acredita é o que o impede de desistir.
COMPARTILHAR