Kathrine Switzer conseguiu de novo!

Depois de 50 anos, ela voltou a cruzar a linha de chegada da Maratona de Boston

Foto: reprodução/Twitter/261Fearless.

50 anos depois de correr os 42 km em Boston mesmo sendo atrapalhada pelo diretor da prova – que tentou tirá-la à força do percurso -, Kathrine Switzer voltou a cruzar a linha de chegada da Maratona de Boston. Aos 70 anos, a corredora finalizou a prova em 4h44min31 (tempo não oficial).

Switzer usou o mesmo número de 50 anos atrás – 261 – e correu ao lado de integrantes de seu novo projeto, o 261 Fearless, que busca empoderar mulheres em todo o mundo por meio da corrida.

Leia mais:

+50 anos depois de começar uma revolução, um ícone volta a correr a Maratona de Boston
Dobradinha queniana na Maratona de Boston

Em 1967, Switzer se inscreveu usando as iniciais “K.V.”, já que, na época, a prova era apenas para homens. Em sua primeira vez, ela tinha corrido 7,2 km quando Jock Semple, diretor da prova, tentou tirá-la – fisicamente – do percurso. “Ele alegou que a corrida era ‘apenas homens’ e que eu não tinha permissão para correr”, Switzer conta. “Ele estava muito bravo que eu tinha conseguido um número e perdeu a paciência”. O técnico de Switzer, Arnie Briggs, e seu namorado na época, Tom Miller, estavam correndo ao seu lado e rapidamente interferiram. Depois da confusão, a corredora continuou e finalizou a prova em 4h20, tornando-se a primeira mulher a fazer isso com um número de peito.

COMPARTILHAR