Meta: acelerar em uma meia maratona ou maratona

Faça esse teste para saber se você está pronto para o desafio

Foto:

Por Kelly Bastone

É natural que o começo de um novo ano desperte em nós o desejo de mudança. E para melhor, claro. Mas pense em uma coisa: você não tenta reservar uma passagem de avião sem antes identificar seu aeroporto de embarque, certo? Mesmo assim, muitos corredores fazem resoluções na virada sem levar em conta o ponto de partida, ou seja, seu atual estágio de condicionamento. “Isso acontece porque vivemos em uma cultura em que todos querem ser notados, querem ser os melhores”, diz a psicóloga do esporte norte-americana Christine Selby.

Leia mais:

8 dicas para ir dos 21 km aos 42 km
Estratégias simples para bater seu recorde nos 42 km

E é por isso que você precisa fazer um balanço do corredor que você é hoje – não o que você era antes de ter filhos, começar a faculdade ou ganhar alguns quilos – e então traçar uma meta realista para o seu “eu atual”. Abaixo, confira o teste que você deve realizar para saber se você está pronto para baixar seu recorde pessoal nos 21 ou 42 km.

SEU TESTE

Avalie como seu corpo responde aos treinamentos.

SEUS RESULTADOS

Se os treinos de velocidade parecem mais difíceis que horas de quilômetros lentos, você provavelmente tem mais fibras musculares de contração lenta. Se você se sente energizado em sessões curtas e rápidas – e esgotado nas longas e constantes –, possui mais fibras de contração rápida.

SUA MISSÃO

A proporção única de fibras musculares do seu corpo afeta como você se sente em certos treinamentos. E, apesar de parecer contraditório, Greg McMillan, fisiologista do exercício e treinador, recomenda ajustar seus treinos para favorecer suas forças. “Um plano que combine com seu corpo faz com que você se sinta mais empolgado”, afirma.

Corredores mais resistentes vão querer um programa com muitas corridas longas com pace estável e treinos ritmados. Já velocistas farão mais intervalados e longões mais curtos, em que você começa devagar e termina rápido. Então um atleta focado em endurance pode fazer um treino ritmado de 30 a 40 minutos e um longão de 2h30 de esforço estável em uma semana, enquanto o interessado em velocidade vai correr quatro ou cinco repetições de 1,5 km (em um ritmo de prova) e um longão de 2h que termina com 20 minutos ritmados. Ambos farão corridas que não gostam muito, mas, ao adaptar boa parte dos treinos ao seu “estilo”, eles vão aproveitar mais.

COMPARTILHAR