Os 7 maiores erros alimentares que você comete depois de correr

Você realmente precisa se reabastecer após cada corrida? Não necessariamente

Foto: shutterstock.

Por Markham Reid

A indústria de nutrição esportiva certamente está crescendo. Então não é nenhuma surpresa que comerciais de televisão, anúncios de revistas e sites estejam repletos de ofertas de comidas e bebidas que ajudam você a “reabastecer” e “recarregar” depois da atividade física.

Enquanto há um tempo e um lugar para esses produtos – mais sobre em um minuto – , nem todo exercício demanda um lanche ou refeição imediata, diz Rob Danoff, médico baseado na Filadélfia com subespecialização em medicina do esporte.  “As pessoas me perguntam o tempo todo, ‘eu preciso reabastecer depois do treino?’”, Rob afirma. “A resposta que normalmente dou a eles é não”. Especialmente se você fez apenas um treino leve – digamos, uma aula suave de ioga ou uma corrida leve e curta -, seu corpo não precisa repor muita coisa.

Leia mais:

10 receitas de pizzas saudáveis
Deixe de comer esses 5 alimentos à noite para perder peso

“Se você se exercitar logo de manhã, antes do café, então claro que você precisa comer algo. Mas se você já fez uma refeição nas últimas quatro a seis horas, não precisa de comida imediatamente após um treino leve ou moderado”, ele explica.

E quando se trata de bebidas esportivas e barras, você provavelmente estará sabotando os ganhos do seu treino em vez de melhorá-los. “Elas são úteis se você fez uma hora ou mais de um exercício pesado”, conta o médico. Mas para a maioria de nós, alguns talos de aipo ou banana e um pouco de água fazem o trabalho, ele diz.

Quais outros erros pós-treino você está cometendo? Descubra mais abaixo.

Você enlouquece nas proteínas

Há um mito persistente de que é preciso ingerir muita proteína depois de um exercício para maximizar os ganhos de força dele. Isso não é verdade. Desde que seu cardápio diário inclua ingestão adequada de proteínas – cerca de 1 g por quilo de peso -, não há necessidade de comer muita proteína depois de um treino, concluiu um estudo do Journal of the International Society of Sports Nutrition.

Você consome álcool

Beber algumas taças de vinho depois de um treino podem bagunçar a habilidade dos seus músculos de efetivamente se recuperarem e reconstruírem, mostra um estudo na PLOS One. A boa notícia: uma única taça de vinho ou uma cerveja provavelmente não causará problemas, a equipe do estudo afirma.

Você exagera na comida

Muitas vezes nós pensamos que, porque corremos, podemos comer o que quisermos. Essa mentalidade pode até mesmo se estender para dias sem treino, diz a nutricionista Jenna Braddock. “Eu corri 8 km dois dias atrás, então penso que é ok esbanjar no jantar de hoje”, ela afirma, dando um exemplo do tipo de “lógica” que atrapalha. Isso porque muitas pesquisas mostram que o que você come importa mais para a sua cintura do que a quantidade de exercício que você faz. Não há problema exagerar de vez em quando, mas não deixe que o fato de você ter se exercitado leve você a ingerir sempre refeições não saudáveis, Braddock relata.

Você economiza em carboidratos depois de um treino intenso

Depois de uma hora ou mais de exercícios de alta intensidade – pense em corrida ou natação -, seus músculos requerem muito glicogênio para recuperarem-se rápido e se fortalecerem, explica Nancy Cohen, professora de nutrição na University of Massachusetts. Carboidratos saudáveis, como frutas, vegetais, legumes e grãos integrais, são as melhores fontes de glicogênio na dieta. Cohen diz que se você deve consumir cerca de 1 g de carboidratos saudáveis por quilo do seu peso dentro de 60 minutos após terminar seu treino. Um smoothie rico em frutas vai ajudar você a chegar lá.

Você não bebe água o suficiente

Corredores subestimam a quantidade de água que eles perdem por meio do suor em cerca de 50%, de acordo com uma pesquisa publicada no International Journal of Sports Nutrition and Exercise Metabolism. Mesmo um treino leve – onde você não sente que está suando muito – , pode levar à desidratação leve. Verifique seu peso antes e depois de cada exercício, Cohen aconselha. Para cada quilo perdido, você vai querer ingerir mais ou menos a mesma quantidade de água.

Você não planeja

Se você se acabou no treino, certamente vai ficar com fome. E essa é a pior hora para decidir o que comer. Nossos cérebros são programados para desejar comidas ricas em energia – e calorias – quando estamos com fome, sugere estudo da Cornell University. E o desejo por calorias nos leva a selecionar comidas pouco saudáveis. O time da Cornell University descobriu que pessoas com fome compraram 46% mais itens com muitas calorias do que quem não estava faminto no momento. Os compradores com fome também escolher menos alimentos saudáveis. É melhor que você planeje seu lanche ou refeição pós-treino antes de colocar o pé para fora de casa.

COMPARTILHAR