Dome sua dor para correr mais longe e melhor

Os limites físicos são impostos pelos cérebro e não pelo corpo.

Créditos: Cookie Studio/Shutterstock

Uma mente mais forte é sinônimo de um corpo mais rápido. Nós revelamos os segredos da ciência do sofrimento para você superar a dor na corrida e ir cada vez mais longe.

Por Sam Murphy

Cada inspiração irregu­lar parece uma rajada de fogo saindo dos seus pulmões. Seu coração bate em um ritmo alucinante e seus músculos estão latejando. A cada passada, ondas de cho­que percorrem seu corpo. Cada fibra do seu ser está implorando: “Pare!”.

Isso porque correr machuca quando exageramos. Mas, de acordo com pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, esse tipo de dor deve ser encara­da por toda pessoa que queira ter sucesso em esportes de resistência.

“E eu não di­ria que os atletas de elite sentem menos dor. Mas que eles têm maior disposição para aguentá-la”, afirma Lex Mauger, que estuda o papel da dor no exercício na Universidade de Kent, na Inglaterra.

Lex acredita que a dor está muito en­volvida na limitação do desempenho em esportes de resistência. “A dor pode im­por uma interrupção ou redução na ve­locidade da atividade. O que se reflete na estratégia de ritmo do atleta, como um mecanismo de proteção”, explica ele.

Ele também apoia a teoria de que a capaci­dade de suportar o desconforto de exer­cícios intensos não é a mesma que a de tolerar outros tipos de dor. Portanto, se você quer melhorar sua tolerância à dor relacionada a exercícios, precisa se acos­tumar com ela.

É bem como o provérbio que diz que “a dor é ine­vitável, o sofrimento é opcional” vem à mente. Foi exatamente o que os pesqui­sadores da Universidade do Estado da Califórnia ouviram dos participantes do estudo. Os limites físicos estão, aparentemente, impostos pelos cérebro e não pelo corpo.

Por isso, a gente separou aqui algumas formas de tentar acabar com a dor na corrida:

10 maneiras para superar a dor na corrida

10Acredite em si mesmo

Um estudo da Universidade de Illinois (EUA) mostrou que atletas que achavam que conseguiam tolerar dor muscular na perna se saíram melhor em um teste de corrida quando comparados àqueles que duvidavam de sua capacidade de lidar com desconforto estomacal.

9Tudo passa

Lembre-se sempre: a dor é temporária.

8Experiências anteriores

Use experiências prévias, mesmo as negativas. Você desistiu porque sentiu muita dor na última vez? Para aumentar a motivação, controle a raiva que sentiu de si mesmo por não conseguir se esforçar mais.

7Participe de um grupo

Um estudo mostrou que a tolerância à dor foi maior depois de um treino de remo em grupo comparado a remar sozinho.

6Tenha apoio

No estudo de Samuele sobre encorajamento social, ciclistas pedalaram até a exaustão enquanto olhavam para uma tela que exibia rostos de pessoas felizes ou tristes. Os ciclistas que viram rostos felizes conseguiram pedalar por um tempo 12% mais longo.

5Use outros recursos

Em um estudo publicado na revista científica Journal of Science and Medicine in Sport, ciclistas competiram com um avatar que se movia na velocidade que eles haviam alcançado em uma prova contrarrelógio prévia, sozinhos. Eles alcançaram velocidades mais elevadas que seus “concorrentes”.

4Aceite a dor

Mas não se concentre nela, como sugere um estudo feito pela Universidade da Califórnia (EUA). Os participantes observaram que a respiração relaxada ajudou no desempenho.

3Consuma cafeína

Ela atua no cérebro e faz com que se exercitar pareça mais fácil.

2Acostume-se

A experiência prévia da dor ou sensação de esforço intenso dá informações para esforços futuros, e é por isso que se diz, às vezes, que os atletas têm maior tolerância à dor.

1Corra quando estiver mentalmente cansado

“Corra no fim de um dia difícil e estressante”, recomenda Samuele. “Você terá cansado sua mente, então terá de fazer mais esforço.”

 

ATENÇÃO: O conteúdo acima é apenas um resumo da reportagem publicada na revista. O texto completo pode ser conferido na versão online, assinando a revista ou baixando a versão digital paga pelo app no seu celular (ed. de outubro de 2017).

Dores na corrida

+ Mais dicas para lidar com dores na corrida 
+ 10 lesões comuns em corredores