Ugandense e queniana vencem Corrida de São Sebastião

Prova de 10k e 5k reuniu cerca de 5 mil pessoas no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro

Divulgação \ Caixa

A tradicional Corrida de São Sebastião reuniu 5 mil pessoas no Aterro do Flamengo no último sábado, 20, no Rio de Janeiro. A prova de 10k teve domínio africano, como é de costume nos últimos anos.

Leia mais:

+ Vídeo mostra Usain Bolt treinando com atletas jamaicanos
+ 6 fones de ouvido sem fio para corredores

Entre os homens, o ugandense Maxweel Kortek Rotich ficou no lugar mais alto do pódio, com o tempo de 29min35s, seguido pelo queniano Paul Kipkorir Kipkemoi e pelo brasileiro Gilmar Silvestre Lopes. No feminino, o pódio foi inteiramente queniano, com Paskalia Chepkorir Kipkoech no primeiro lugar (33min44s), Esther Chesang Kakuri e Leah Jerotich na segunda e terceira colocações, respectivamente.

A prova também ficou marcada por uma cerimônia inicial homenageando Carlos Sampaio, ex-organizador da prova que faleceu em dezembro do ano passado. Antes da largada, o arcebispo do Rio de Janeiro deu a benção aos participantes e a organização soltou balões brancos.

Na corrida de 5k, por outro lado, só deu Brasil. O pódio feminino foi composto pelas atletas Solange Mariano (18min59s), Marcia Narloch e Vera Betânia Rosa. Os homens mais bem colocados nesta distância foram Ronald Lopes (15min18s), Rodrigo Lira e Welerson do Nascimento.

 

COMPARTILHAR