Vai com tudo!

Está começando a correr? Como superar os fantasmas que aparecem no meio do caminho

Foto: shutterstock.

Por Camila Cese de Souza*

Trabalhando como treinadora na assessoria Run&Fun desde 2003, posso dizer que aprendi um bocado sobre as mulheres. Já atendi corredoras com idades, corpos, rotinas e metas diferentes, e uma coisa é certa: a imensa maioria teve dúvidas e receios ao dar os primeiros passos. Começar é muito difícil. Sair da zona de conforto, enfrentar o frio, o cansaço, ficar uma hora a menos com o filho, deixar o mercado para amanhã. Ser corredora não é fácil.

Mas daí você supera esses obstáculos, resolve que é mesmo a hora de começar e é tomada por uma nova enxurrada de dúvidas. “Mas será que consigo correr? Eu me canso só de subir a escada de casa.” “E roupa, o que eu devo usar? Será que esse meu tênis é de corrida?” “Vou procurar uma assessoria ou uma academia, preciso de alguém para me orientar. Mas lá todo mundo já corre, está em forma… E o que vou fazer, andar?”

Leia mais:

6 dicas para entrar em forma
5 ciladas comuns entre corredores
Vem pra rua!

Sim, você vai andar se for necessário. Na verdade, se for totalmente sedentária, vai necessariamente andar por um tempo e depois intercalar caminhada com corrida para garantir uma evolução segura. Você ainda pode correr um minutinho logo no primeiro treino. Talvez até uns minutinhos. Mas o que você precisa é começar. Seu tênis pode não ser o lançamento do ano, mas talvez supra as suas necessidades inicialmente. Não deixe que detalhes se tornem obstáculos.

Muitas mulheres que resolvem começar a correr iniciam o treinamento por conta. A ideia é ganhar algum condicionamento – e quem sabe perder alguns quilinhos – para então ingressar na academia ou na assessoria esportiva e contar com a ajuda de um profissional. Mas, na verdade, o ideal seria buscar esse auxilio desde o início, já que um treino sem controle de carga pode gerar lesões, e o entusiasmo viraria frustração. Tenha sempre isto em mente: todo corredor já foi um iniciante algum dia.

Então, se você está pensando em começar a correr, minha recomendação é comece, não deixe para amanhã – mas procure a ajuda de um profissional. Ele vai te ajudar a dar os primeiros passos e a seguir em frente. Sim, porque às vezes vai pintar uma vontade de desistir, você vai achar que não nasceu para isso, e ele vai estar ali para te orientar e dar um empurrãozinho. O treinamento é assim, são necessárias dedicação e paciência. E, acredite, em algum momento você vai querer fazer mais do que ele pediu, mas ele também estará ali, para dar um puxão de orelha.

Trace metas, procure uma prova bacana e comece com distâncias curtas para ficar com aquele gostinho de quero mais. Você não precisa ganhar de ninguém, ser melhor que ninguém. Seu desafio é com você mesma e só depende de você. É incrível como a corrida tem o poder de te deixar cansada mas, ao mesmo tempo, incrivelmente disposta.

*Treinadora de corrida da assessoria esportiva Run&Fun

COMPARTILHAR