Doce ilusão

Descubra por que o suco natural está longe de ser um aliado da saúde

O mundo da nutrição muitas vezes me faz sentir traída. Sabe quando você investe tudo em uma relação, samba para a coisa não cair na rotina, até que um dia descobre que tudo não passara de uma ilusão? Que tudo aquilo em que você investiu até hoje simplesmente não existe? É mais ou menos assim que eu me sinto quando dizem que o mocinho virou bandido, que o suprassumo da nutrição agora é um veneno. E a bola da vez são os sucos naturais.

Sempre ouvimos que quanto maior a concentração de fruta no suco, melhor, assim teríamos mais nutrientes. Partimos a caça dos 100% integrais, sem açúcar adicionado, claro. Ah, mas se for feito em casa, melhor ainda, assim fugimos das substâncias estranhas dos industrializados. Fazia todo sentido. E eu seguia feliz. “O que pode ser melhor que algo feito de frutas, essas maravilhas da natureza?”

Pois agora essa alta concentração de frutas é o problema. E, infelizmente, também faz todo sentido. Uma coisa é a fruta inteira, com frutose, mas também fibras, que retardam a absorção desse açúcar pelo organismo. Outra é uma bebida com a frutose (e as calorias) de várias frutas e sem as fibras perdidas no processamento. Assim como você consegue beber tudo em segundos, o açúcar é rapidamente absorvido pelo corpo (logo você está com fome de novo) e o excesso dele é transformado em gordura. Tanto isso é verdade que ao recomendar que apenas 10% das calorias diárias viessem do açúcar (preferencialmente 5%) – o que já ajudaria a reduzir os casos de obesidade, diabetes e problemas cardíacos no mundo, a OMS (Organização Mundial de Saúde) incluiu a frutose dos sucos naturais no que ela define como açúcar. Mas não a das frutas.

Por isso o ideal seria comer mais fruta, beber mais água e tomar menos suco. É mais prático, barato e saudável. Para criar o hábito, tenha uma garrafa em que você possa beber água no gargalo. Para dar uma emoção, acrescente hortelã, manjericão, rodelas de laranja… No caso do suco, prepare o seu: nos industrializados, são tantos processos que os nutrientes e até o aroma são perdidos. Se possível, não coe – é a parte sólida da fruta que concentra as fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes. Melhor ainda seria diluir esse suco com água para reduzir o teor de frutose. O suco integral é legal tomar com um lanche rico em fibras e/ou gorduras – como castanhas, abacate, iogurte com aveia –, que reduzem a velocidade de absorção do açúcar. Ou então beba seu copo feliz, curtindo o momento, assim como você faz quando saboreia um pedação de bolo de chocolate. Sabendo que é uma exceção, mas que faz parte da vida, porque faz bem à alma. E não vivemos apenas para suprir necessidades nutricionais, mas também para satisfazer nosso paladar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here