4 benefícios da soja para corredores

Por Redação Runner's World Brasil

benefícios da soja
Foto: Shutterstock

Sabia que este alimento pode ser um grande aliado da sua corrida? Michelle Braun, cientista em nutrição e líder para Assuntos Científicos Globais de Proteínas da DuPont, listou 4 benefícios da soja para corredores. E ainda deu dicas de como incluir o alimento no cardápio. Confira: 

Treino de condicionamento metabólico: por que você deveria fazer

Qual a melhor dieta para prevenir o diabetes?

Quantas calorias tem um abacate? 

4 benefícios da soja para corredores

Ela é bem digerida pelo organismo — e provavelmente não vai te dar dor de barriga na prova

Proteínas de alta qualidade, como os ovos, leite e soja, são importantes por fornecerem blocos construtores para a remodelação muscular, conhecidos como aminoácidos. 

Segundo a especialista, a soja é a única fonte de origem vegetal que proporciona todos os aminoácidos essenciais que atendem as necessidades de crianças e adultos. Sem contar que ela é bem digerida pelo organismo, sabia? 

“Nem todas as proteínas são digeridas de maneira igual. Sabe-se que o whey protein (proteína do soro do leite), por exemplo, é de digestão rápida. Já a caseína, que também vem do leite, apresenta digestão bem lenta”, explica. A soja apresenta uma taxa de digestão intermediária entre as duas, proporcionando uma ponte entre as muitas fontes que consumimos. 

Ela ajuda na recuperação

Estima-se que os músculos se reconstroem em até 24 horas após o exercício. Ou seja, é importante entregar aminoácidos para ajudar nesse processo dentro do período. “Pesquisas demonstram que uma mistura de proteínas de alta qualidade de soja e do leite ajuda na síntese proteica muscular após o exercício”, aconselha Michelle Braun.

Melhora o risco de desenvolvimento de doenças cardíacas

“A proteína de soja demonstrou melhorar os fatores de risco associados a doenças cardíacas, incluindo melhora dos níveis de lipídios no sangue”. Isso influencia na diminuição das chances de doenças associadas ao LDL, ou colesterol “ruim”.  

E a relação já foi comprovada pela ciência. “Estudos em indivíduos jovens e ativos que consumiam uma mistura de proteína de soja e do leite não demonstraram efeitos deletérios na testosterona sérica. E, ao mesmo tempo, apresentaram melhora no perfil lipídico do sangue.”

Tem menos impacto no meio ambiente do que a carne vermelha

Como uma proteína de origem vegetal, a proteína de soja tem uma pegada de carbono mais baixa do que a de proteínas de origem animal, incluindo o leite. Para ser produzida, é preciso menos terra, energia e recursos naturais. Portanto, trata-se de uma proteína mais sustentável.

Benefícios da soja para corredores: como consumir?

Uma dica que a especialista dá é investir em alimentos derivados, como o tofu em sanduíches e saladas e no lugar do queijo. “Ou incluir o grão nas principais refeições, substituindo o feijão. E consumir o ‘leite vegetal’ à base de soja, principalmente o enriquecido com cálcio”, diz. 

Podemos também substituir a carne animal por proteína de soja texturizada. Ela fica ótima em receitas como almôndegas, quibe, hambúrguer, estrogonofe e até carne moída. O grão torrado também é uma ótima opção de snack. 

Para os corredores, hoje é fácil encontrar suplementos com proteína isolada de soja em lojas destinadas à nutrição esportiva. Podemos misturá-los em leite ou água e frutas para fazer vitaminas e shakes. “A proteína isolada de soja, por se tratar de um pó sem sabor, pode ser adicionado a vários alimentos e receitas”, explica Michelle.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here