Atleta é suspenso por doping depois de bronze em Mundial de Atletismo

Exames antidoping atestaram que ele usou substância ilegal; entenda

Créditos: Divulgação/CBAt

O atleta da marcha atlética Caio Bonfim foi suspenso por doping até setembro porque usou diurético antes de competição.

Ele consumiu Bumetanida, uma substância proibida pela Agência Mundial Antidoping (Wada), segundo dados do Globo Esporte.

Caio foi bronze na prova de 20 km no Mundial de Atletismo 2017, em Londres, com um tempo de 1h19s04. Mas não perdeu a medalha por causa disso.

De acordo com a Athletics Integrity Unit (AIU), órgão da Associação das Federações Internacionais do Atletismo (IAAF), os exames antidoping realizados antes do Mundial tiveram resultados positivos.

O atleta foi notificado em julho do ano passado, antes do Mundial, mas a punição começou a partir de março de 2018. Então, depois de setembro ele já estará apto a competir de novo.

Caio chegou a acionar um advogado para conseguir participar do campeonato em 2017 que rendeu a primeira medalha da história da marcha no Brasil.

Para isso, foi alegado que a substância estava presente em um dos suplementos usados por Caio, sem que ele tivesse ciência disso.

E, segundo Demétrio Vecchioli do blog Olhar Olímpico, foi comprovado que o brasileiro tinha realmente consumido um suplemento contaminado. Assim, ele conseguiu reverter a situação e uma liminar para poder competir em Londres na época.

Brasil no Atletismo

+ As brasileiras vitoriosas das Meias Maratonas 
Brasil brilha no Mundial Sub20 de Atletismo com direito a recorde

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here