Atletas que venceram o Speed Runners vão para Buenos Aires

Por Redação Runner's World Brasil

Atletas que venceram o Speed Runners
Foto: Divulgação

Ivanildo Real dos Santos (ou Lico, @lico.real_runner) e Natália Nunes Silva (@naty_ns) estão embarcando hoje para Buenos Aires. Eles são uma das duplas de atletas que venceram o Speed Runners, projeto da marca Adidas que vai levar três casais para participar de três grandes provas internacionais com tudo pago (desde as preparações até as passagens e estadia). A primeira delas é a meia maratona da capital argentina que acontece neste domingo (25). Os outros destinos são Praga (10K) e Berlim (42K). 

Speed Runners levará corredores para Praga, Buenos Aires e Berlim

Como foi feita a escolha

Para chegar até aqui, todos os inscritos passaram por uma pré-seleção. Em seguida, estiveram presencialmente em junho, no Campo de Marte, em São Paulo. O evento eliminatório testou as habilidades dos atletas em diversas situações. Desde os tiros de 500m até circuitos de 3km. No final do dia, os homens e mulheres mais rápidos participaram da prova chamada O Sprint Final. E os vencedores de cada distância foram os escolhidos para representar o projeto. 

Atletas que venceram o Speed Runners
Foto: Reprodução Instagram / @lico.real_runner

“Eu fiquei sabendo da iniciativa da Adidas por meio de amigos. Como já estava treinando forte há algum tempo, não precisei de nenhuma preparação específica para a seleção. No dia, foquei nos testes de tiro, que somavam mais pontos ao placar, para conseguir a vaga”, explica Lico Real, administrador de vendas de 31 anos, de Barueri. 

“O desafio da Adidas bombou no meu Instagram, muitos amigos falaram para eu me inscrever. Então, eu e meu noivo Fernando resolvemos encarar juntos a etapa dos 21km. Conversando sempre com meu treinador Silvio Ribeiro, pude trabalhar para chegar no dia descansada”, afirma Natália, professora de educação física de 33 anos. 

Mas isso não quer dizer que foi fácil. “Nenhum desafio de corrida é. No dia, estava com um pouco de dores no joelho, tivemos que nos esforçar bastante. Mas deu certo”, completa Lico. “O que me direcionou a ganhar foi a concentração. Nunca estive tão focada em uma prova como aquele dia. Organizei e o que comer a cada intervalo. E fiz banheira de gelo”, diz Natália. 

60 dias de suor

Os atletas que venceram o Speed Runners tiveram dois meses de preparação especializada para as provas. Eles puderam contar com a assessoria de um atleta profissional Adidas. Bem como planilhas semanais da MPR e acompanhamento médico na Care Club. 

Lico, que vai correr em Buenos Aires pela primeira vez, diz ter feito um treinamento bem estratégico. “Tive rodagens maiores, tiros e muito fortalecimento. Minha meta é fazer a prova em 1:19min. Para isso, quero correr os três quilômetros iniciais a um pace de 3:50. Depois, quero manter 3:45 até o 13º. Se eu estiver bem, abaixo o ritmo para 3:40 até o final.”

Atletas que venceram o Speed Runners
Foto: Reprodução Instagram / @naty_ns

Natália também tem metas para a prova. “Quero fazer em 1:35min. Para isso, a preparação física foi imprescindível. Todo mundo que fez fala muito bem do percurso, então quero curtir cada quilômetro dele. E claro, depois comemorar com uma cervejinha e um alfajor, tudo o que tenho evitado ultimamente.”

21K de Buenos Aires 2019 vem aí. Saiba mais

Quem são os atletas que venceram o Speed Runners

Lico conta entrou para a corrida em 2015. Mais especificamente depois da prova São Silveira, que acontece em sua cidade. “A partir de então comecei a praticar com frequência. Participei de seis provas de 5K, duas de 10K, duas de 7K, três de 8K e cinco meias. As minhas distâncias preferidas são as mais curtas mesmo.”

Atletas que venceram o Speed Runners
Foto: Divulgação

Natália, que divide seu amor entre trail run e asfalto, entrou para a corrida ao participar de uma prova para a conscientização sobre o autismo. “Na época, fiz 4K em mais de quarenta minutos. Meu então namorado, que correu 8K, terminou antes de mim”, lembra. Contudo, a sementinha do esporte já tinha sido plantada na professora de educação física. “Achei a energia do evento muito bacana e comecei a praticar. Antes, tinha que alternar entre caminhada e corrida. Hoje, já perdi a conta de quantas provas completei”. Recentemente, Natália foi bicampeã Indomit Pedra do Baú, um percurso de aventura de 12 quilômetros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here