Cão de 36kg ataca corredora de elite em meia maratona

Por Jacob Meschke, da Runner's World US

Cachorro ataca corredora de elite
Foto: Anthony Duran

Cachorro ataca corredora de elite nos Estados Unidos durante meia maratona. Julie Stackhouse corria a Donna Half Marathon, na Flórida (EUA), no domingo (10), quando um cão surgiu rosnando e latindo. A atleta terminou a prova com uma mordida no braço que precisaria de seis pontos.

Veja também: Corredor enfrenta e mata onça-parda e fica gravemente ferido

Cachorro ataca corredora de elite

Stackhouse corria a um ritmo de 3:56min/km faltando um pouco mais de um quilômetro para finalizar a prova, quando o cão (uma mistura de bull terrier) foi até ela. A corredora escutou o cachorro ao mesmo tempo em que o viu se aproximando.

“Cerca de 36kg, era agressivo, estava rosnando, latindo. Estava vindo me atacar, eu soube imediatamente ”, disse Stackhouse à Runner’s World.

O cachorro, que Stackhouse disse que estava solto, bateu em suas pernas com força, fazendo-a tropeçar. Quando tentou morder seu rosto, ela moveu o braço esquerdo para se proteger, e o cão a mordeu. Foi então que algumas pessoas imobilizaram o terrier e permitiram que ela corresse para longe. Stackhouse acredita que eram os donos do animal, mas ela não sabia ao certo, em meio ao caos.

Uma amiga que viu o final daquele encontro foi até Stackhouse e a encorajou a terminar.

“Eu estava fugindo em estado de choque”, disse Stackhouse. “Ela pegou minha mão e disse: ‘Você vai terminar esta corrida'”.

Stackhouse cruzou a linha de chegada com sangue correndo de seu braço e, então, desmaiou. Em seguida, a corredora recebeu atendimento médico e falou com a polícia, que começou a lidar com a situação. Mais tarde a atleta precisou levar seis pontos para fechar a ferida.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

You never know how strong you are until being strong is the only choice you have.

Uma publicação compartilhada por jstack12 (@jstack12) em

O que dizem os organizadores do evento

Donna Deegan, fundadora do evento, corria a maratona quando o cão atacou Stackhouse e só ficou sabendo do incidente assim que terminou. Ela disse à Runner’s World que os donos do cachorro estavam assistindo à prova com o cão e acreditavam que estava sob controle.

“Desenvolvemos planos de segurança com meses de antecedência, com todos os tipos de contingências. É apenas um incidente infeliz ”, disse Deegan. “Nós nos sentimos péssimos pelo o que aconteceu com ela. E eu sei que as pessoas que estavam com o cachorro também se sentiram mal.”

“O esporte tem sido muito bom para mim, apesar desse recente incidente, e eu adoro ver isso mudar a vida dos outros também”, disse Stackhouse. “Em todos os meus anos de corrida, nunca encontrei nada assim. Eu sou um amante de cães. Esta foi apenas uma situação esquisita em que um cão agressivo não foi controlado.”

Veja também: Corredora resgata cãozinho durante maratona e corre 30 km com ele no colo

A Polícia de Atlantic Beach multou os proprietários, confirmou a vacinação contra a raiva do cão e emitiu uma citação. No que diz respeito a Deegan, ela já está trabalhando com os organizadores do evento para adicionar mais educação sobre como lidar com animais de estimação na divulgação para o próximo ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here