Tudo o que você precisa saber para correr todas as Majors

Por Kiera Carter, da Runner's World US

Foto: Reprodução/Abbott World Marathon Majors

Todos os corredores têm uma lista de corrida que deseja fazer, mas se você quiser completar todas as World Marathon Majors, você tem seis: Tóquio, Boston, Londres, Berlim, Chicago e Nova York. E você não está sozinho neste objetivo: Eliud Kipchoge acabou de dizer que quer correr todas as seis corridas antes de se aposentar. E você provavelmente já viu muitos corredores amadores postando fotos de suas medalhas de Majors também. O número de finalistas do World Marathon Majors aumentou em 1.400% desde 2015.

“Todas essas corridas têm uma história notável e energia inegável”, diz Jeff Adams, presidente da Marathon Tours & Travel, uma empresa que ajuda a organizar as inscrições e as viagens para todas as seis corridas. “Quinhentas e quarenta e nove pessoas completaram a Major de Londres este ano, no mesmo ano em que Eliud Kipchoge estabeleceu um novo recorde no percurso.”

Kipchoge tentará 1:59 nos 42 km em Viena, não Londres 

Em que outro esporte você pode competir no mesmo percurso, no mesmo dia, como atletas fazendo história?

Mas com essas corridas mais populares do que nunca, você precisa ser estratégico quanto às suas inscrições e planejamento. E isso não faz parte do treinamento para maratona. Pensando em concluir todas as seis maratonas da sua lista de desejos? Aqui está tudo que você precisa saber para cruzar as linhas de chegada.

Seu volume semanal de treino influencia o risco de lesões em maratona 

Foto: Reprodução/Abbott World Marathon Majors

Como um maratonista se torna um corredor de Majors?

“A Abbott World Marathon Majors começou como uma maneira de reunir os atletas de elite do mundo, mas também é uma forma de compartilhar práticas e aprender uns com os outros”, diz Tim Hadzima, diretor executivo da Abbott World Marathon Majors.

Não é sobre a popularidade das Majors; essas corridas precisam atender a um rigoroso conjunto de critérios para ingressar no clube. “Há 100 ou mais qualificações que uma corrida precisa cumprir para ser considerada”, diz Hadzima. “Não estamos falando apenas do número de postos de socorro, mas de quanto tempo as mesas estão, quantas xícaras existem e assim por diante. Os critérios são muito específicos e significam cobrir todos os aspectos da corrida. ”Isso significa que, quando você corre uma dessas corridas, pode esperar um nível muito alto de organização e profissionalismo.

Dicas de um maratonista olímpico para o dia da maratona 

Quando é cada corrida? E como você se qualifica e se inscreve?

Cada corrida da World Marathon Major tem seus próprios padrões de qualificação. E mesmo que você não os cumpra, ainda tem opções. Para começar, cada corrida garante inscrições para corredores afiliados a determinados parceiros de caridade (os detalhes variam, então confira o site de cada corrida para saber mais). E, em muitos casos, essas é a sua melhor aposta se você não se qualificar ou for sorteado. Você também pode recorrer a agências de viagens especializada, que garantem a inscrição e coordenam a logística.

Caso contrário, aqui estão algumas datas importantes e dicas de registro para cada corrida:

Tóquio: primeiro domingo de março

O registro acontece em agosto. Se você for rápido, poderá aproveitar a “entrada semi-elite” de Tóquio, ou seja, o programa Run As One para corredores internacionais. Para os homens, isso significa correr uma maratona entre 2:21:01 e 2:45:00. Já para as mulheres, entre 2:52:01 e 3:30:00. vale pontuar que não há faixas etárias, mas corredores mais rápidos têm preferência. Leia mais sobre o programa Run As One aqui.

Boston: terceira segunda-feira de abril

As inscrições abrem em setembro e as pessoas que se qualificarem por 20 minutos têm preferência. A partir daí, a inscrição é feita para corredores que se qualificaram por dez minutos ou mais, depois cinco minutos ou mais. Infelizmente, isso significa que conseguir o índice para Boston não garante necessariamente a entrada na corrida. Pouco mais de 7.300 qualificadores não conseguiram participar no ano passado devido ao limite de participantes. Se esse é o seu objetivo, você precisará tentar um grupo de caridade ou uma agência de viagem. Para mais informações, acesse o site da prova.

Londres: último domingo de abril

“Corredores internacionais não podem se qualificar com tempos rápidos, então é uma questão de sorte”, diz Adams. Inscreva-se entre abril e maio e descubra se você é um dos poucos sortudos em outubro.

12 coisas que você não pode fazer na Maratona de Londres 

Berlim: último domingo de setembro

As inscrições começam em meados de outubro e vão até o início de novembro. Se você se qualificou, parabéns! Você está garantido. Caso contrário, ainda é possível entrar através de sorteio, que é menos concorrido que a prova de Londres. No entanto, é cada vez mais popular devido ao histórico de recordes no percurso.

Chicago: segundo domingo de outubro

Os detalhes do registro não são anunciados até o fim de semana da corrida. Mas, em anos anteriores, você se inscreveria para o sorteio a partir de outubro. Os resultados sairiam em dezembro. Você tem entrada garantida se já participou da corrida cinco ou mais vezes nos últimos dez anos.

Nova York: primeiro domingo de novembro

Se você não se qualificou, pode se inscrever para o sorteio. As inscrições geralmente acontecem entre meados de janeiro e de fevereiro. Se você mora na cidade de Nova York, considere o programa 9 + 1: Torne-se um membro do New York Road Runners (NYRR) a partir de janeiro do ano anterior à maratona, depois faça nove provas oficiais de NYRR e participe uma vez como voluntário ao longo do ano. E se você terminou 15 ou mais Maratonas de Nova York, você tem entrada vitalícia.

Qual é a corrida mais difícil de entrar?

Para quem não mora em Londres, essa é a mais complicada. Mais de 400.000 pessoas se inscreveram para a corrida de 2019 e a prioridade é dada aos corredores do Reino Unido. “Londres é a corrida mais difícil para os americanos entrarem”, diz Adams. E o número de inscritos aumentou 10% em 2020, com 457.861 candidatos inscritos. Então, boa sorte!

Qual é a Major mais difícil de correr?

“Cada percurso tem seus próprios altos e baixos”, diz Adams, que completou todas as seis corridas. Mas, em geral, Boston e Nova York são as provas com altimetrias mais desafiadoras. “Boston tem Heartbreak Hill e Nova York tem as pontes”, diz ele. “Eu colocaria Londres no meio em termos de dificuldade, porque ela pode estar lotada e há muitas curvas de 90 graus. Então, Tóquio (que pode ser chuvosa), seguida por Berlim e Chicago, que são notoriamente planas e rápidas.”

“Cada corrida tem os seus próprios tempos de corte. Por isso, certifique-se de fazer sua pesquisa antes de chegar à linha de partida”, diz Adams.

medalhes com seis símbolos representando todas as majors
Foto: Reprodução/Abbott World Marathon Majors

O que você ganha por terminar todos as Majors?

Uma medalha e um certificado. “Pode levar anos para completar todas as seis corridas”, diz Adams. E você pode nunca terminar. Assim como a maratona de Tóquio foi adicionada em 2013, as corridas estão sendo constantemente analisadas para inclusão. Cingapura é provavelmente a próxima, diz Hadzima, então, provavelmente a da China. (A Maratona de Chengdu acaba de ser anunciada como candidata.) “E nós adoraríamos uma prova na África e na América do Sul.”

Parece que sempre haverá mais um desafio para os corredores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here