Corredor de 88 anos completa sua 600ª prova

Bill Briggs calçou o seu primeiro tênis de corrida quando tinha quase 50 anos e nunca mais parou

Foto: Brendan Vasher

Embora tenha nascido em Massachusetts, onde a Maratona de Boston é uma evento super esperado, Bill Briggs só começou a correr quando tinha quase 50 anos. Mas desde então ele não parou mais. Recentemente, o corredor de 88 anos completou sua 600ª prova.

“Eu definitivamente estou desacelerando conforme fico mais velho, mas desistir não está nos meus planos”, afirma o atleta.

No entanto demorou para que Briggs se apaixonasse por esporte. Apenas em 1979 ele decidiu dar uma chance pra corrida. “Finalmente eu encontrei algo que poderia me sair bem”, comenta o atleta. “E eu me senti extremamente feliz.”

Após três meses de treino, Briggs participou da Maratona de Chicago, cujo resultado – para ele – foi um pouco desastroso, com um tempo de prova de 5h30. “Mesmo tendo dado tudo de mim naquela prova, atravessar a linha de chegada foi ótimo”, ele conta.

Ele não desistiu e começou a correr provas mais curtas e, assim, medalhas e corridas foram se acumulando.

Briggs não tinha como foco completar 600 corridas, mas se deu conta há alguns anos que já tinha passado de 500 provas. Adicionar pouco menos de 100 corridas pareceu algo valioso para ele, até porque já acumulava seguidores. “Sempre tem alguém me esperando na linha de chegada.”

Foto: Alice Carpenter

Hoje em dia, a artrite o atrapalha um pouco, mas Briggs acredita que parar só iria piorar isso.

“Há mais e mais desafios à medida que envelheço, corro mais devagar e me esforço mais”, diz ele. “Mas depois de um tempo você apenas diz a si mesmo para aceitar a dor. Você pode estar sofrendo, mas a alternativa não é boa.”

Agora se ele pretende cumprir 700 corridas, isso já é uma incógnita, mas ele não pretende parar. “Algumas pessoas com uns 40 anos dizem que esperar estar correndo com a minha idade”, ele conta. “É engraçado, já que eu comecei a correr quando tinha quase a idade deles. Eu respondo que espero continuar correndo quando eu tiver 100. Eu vou dar o meu melhor.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here