Comer bem pode melhorar os sintomas da ansiedade

Da Redação Runner's World

dieta para ansiedade
Foto: Shutterstock

Se você sofre com ansiedade, é importante estar atento ao que coloca em seu prato. Segundo Uma Naidoo, professora de psiquiatra na Harvard Medical School, alguns cuidados alimentares podem diminuir os sintomas dessa mal. Que tal adotar uma dieta para ansiedade?

“Baixo nível de açúcar no sangue, falta de hidratação, uso de álcool, cafeína e cigarro podem precipitar ou imitar os sintomas de ansiedade. Por isso, comer em intervalos regulares (evitar longos períodos de jejum) e prevenir estados hipoglicêmicos são importantes”, afirma a especialista em um artigo publicado no site da universidade.

Hábitos diários e vícios afetam o tratamento?

Embora a nicotina não cause ansiedade em si, a abstinência dela pode gerar sintomas parecidos. Assim, os fumantes acabam recorrendo ao cigarro para se acalmarem. “O que é um comportamento problemático, uma vez que, apesar de te deixar mais tranquilo no curto prazo, a longo prazo a substância eleva a pressão arterial e a frequência cardíaca, que também são características da ansiedade”, explica Naidoo. 

Outra questão também é o uso excessivo do álcool para espantar o nervosismo. Beber demais pode levar a um conjunto de problemas emocionais e físicos. A única coisa que você não deve maneirar é na água: ingira de seis a oito copos por dia.

Refrigerantes, por sua vez, têm muito açúcar, por isso a substituição por água é indicada.

“Evitar alimentos processados e alimentos ricos em açúcar significa que o corpo experimenta menos altos e baixos de açúcar no sangue, o que ajuda a reduzir ainda mais os sentimentos de ansiedade”, ressalta Naidoo.

Estudo explica por que alimentos processados engordam

O açúcar piora os sintomas de ansiedade?

De acorno com Naidoo, o açúcar é um grande vilão para os que sofrem de ansiedade. E o pior de tudo? Há muito açúcar escondido por aí nos alimentos que comemos.

“Um exemplo é o popular molho de tomate pronto vendido nos supermercados. Uma porção de meia xícara contém 12 gramas, o equivalente a 3 colheres de chá do carboidrato. Se você usa, por exemplo, de uma a duas xícaras de molho na sua macarronada, você estará consumindo 36 gramas (ou 9 colheres de chá) de açúcar”, alerta Naidoo.

10 alimentos que combatem a ansiedade e a depressão

Alimentação e melhora da ansiedade

Tente adotar uma dieta bem equilibrada, com frutas, legumes, carnes magras e gorduras saudáveis. Essa é uma boa recomendação para quem luta contra a ansiedade.

“Como acontece com qualquer mudança na dieta, seu corpo precisará de algum tempo para se adaptar. Se você é saudável e corta o açúcar processado, pode sentir que sua ansiedade melhora lentamente, graças aos poucos altos e baixos causados pelo excesso de açúcar”, explica Naidoo.

Agora se você está usando apenas a dieta para combater a ansiedade, a mudança pode não ser tão óbvia ou imediata. Terapia, técnicas de mindfulness, alívio do estresse, muitas horas de sono e uma dieta balanceada são partes igualmente importantes do seu tratamento.

Saiba como a ansiedade pode te fazer ganhar peso

Dieta para ansiedade

  • Siga as linhas da dieta mediterrânica;
  • Corte açúcar e alimentos processados;
  • Reduza a cafeína, o álcool e os cigarros;
  • Coma alimentos ricos em zinco, como grãos integrais, ostras, couve, brócolis, legumes e nozes;
  • Coma alimentos ricos em magnésio: peixe, abacate e folhas verdes escuras;
  • Coma alimentos ricos em vitamina B, como aspargos, verduras, carne e abacate;
  • Coma alimentos ricos em ácidos graxos (ômega-3), como o salmão;
  • Coma alimentos ricos em probióticos, como kefir, iogurte e outros alimentos fermentados;

Mas antes de tomar qualquer decisão drástica sobre a sua dieta, converse com o seu médico. Apenas ele poderá indicar qual a melhor opção para o seu tratamento. Fale sobre a sua dieta, seu estilo de vida e mudanças de medicação. Então, acompanhe seus sintomas para ver se eles melhoram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here