Mulher corre por enxame de moscas e acha larva no olho

por Jordan Smith, da Runner's World US

larva no olho
Shutterstock

Em fevereiro de 2018, uma mulher de 68 anos corria por uma trilha ao ar livre na California (EUA). Ela notou uma irritação passageira no olho direito após passar por um enxame de moscas. Cerca de um mês depois, a irritação voltou. Ela lavou com água e notou a possível causa do problema: uma larva no olho, de 1cm.

Ela lavou rapidamente, mas então notou uma segunda larva, que também removeu. No dia seguinte, ela foi ao médico, que encontrou e removeu uma terceira larva, como publicado no Clinical Infectious Diseases. O médico mandou a larva para testes e recomendou que ela continuasse a lavar o olho com água com frequência, além de usar um colírio antibiótico.

Algumas semanas depois, ela fez outro exame nos olhos e descobriu que estava com conjuntivite leve. Nenhuma larva adicional foi encontrada nesse exame mas, algum tempo depois, ela encontrou outra, totalizando quatro.

As criaturas eram Thelazias, uma larva de olhos tipicamente encontrada em gados. Esse era o segundo caso em humanos, segundo um estudo. Essas larvas são transmitidas por moscas, segundo Sarah Sapp, cientista dos Estados Unidos. Conforme a mosca voa perto dos olhos, a larva deixa a mosca e se instala em tecidos próximos ao olho, como pálpebras e ductos lacrimais.

Larva no olho ao correr: devo me preocupar?

Se você corre ao livre com frequência, pode já ter encontrado um enxame de pequenas moscas. “O mais importante é lembrar que essas infecções em humanos são extremamente raras”, diz Sapp.

Mas você tem, sim, grandes chances de ficar com algo no seu olho durante uma corrida.

Como se preparar para a sua primeira corrida em trilha

Qual o primeiro passo para ir do asfalto para as trilhas?

Então, o que você deve fazer?

A melhor coisa a se fazer é procurar a fonte de água limpa mais próxima e lavar o olho. Você deve tentar remover o que quer que esteja incomodando com a água corrente, não esfregando, diz John Womack, médico dos Estados Unidos. Apesar de esfregar ser uma reação comum, as partículas de suas mãos podem se transferir para os olhos ou, então, você pode fazer com que o que já esteja lá se mova, causando mais irritação.

Se não tem água limpa por perto, Womack sugere piscar o olho compulsivamente para forçar a partícula a sair. Mas, se isso dói, o ideal é manter o olho fechado até achar água.

Se a irritação persistir após a limpeza, procure um médico. Womack conta que ele já removeu de tudo do olho de pacientes: de insetos e pernas de insetos, areias e até pedras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here