Corredor é encontrado morto após acusação de trapaça

Redação Runner's World Brasil

Foto: FINISHERPIX/Reprodução Runner's World UK

Após ser acusado de trapaça, Frank Meza foi encontrado morto às margens do Rio Los Angeles, nos Estados Unidos, na quinta-feira (4). De acordo com a BBC, a polícia não acredita que ele tenha se afogado e ainda investiga as causas da morte.

Meza, de 70 anos quebrou o recorde de sua categoria nos 42 km quando finalizou a maratona de Los Angeles em 2h53min10seg, em março deste ano. Ele negou que tenha agido de maneira incorreta, mas foi desclassificado depois que os organizadores afirmaram que imagens mostravam ele deixando a prova.

“A evidência do vídeo é confirmada por um testemunho confiável. E pelo nosso cálculo de tempos de execução ele teria que ter feito um trecho de 5 km mais rápido do que o atual recorde mundial de 5 km para a faixa-etária de 70-74 anos”, disseram os organizadores em uma declaração.

Em sua defesa, Meza afirmou ainda que havia deixado a prova apenas para urinar.

Ao The Daily Beast, a esposa de Meza, Tina, afirmou que o corredor estava devastado com as alegações. “Correr era muito importante para o meu marido. Ele estava correndo maratonas nos últimos 30 ou 40 anos. Ele era muito rápido… E agora, infelizmente, ele não vai mais correr maratonas”, afirmou.

Ela contou ainda que ele disse à ela na manhã de quinta-feira que estava saindo de casa para uma corrida, dizendo, “te vejo mais tarde”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here