Por que a Maratona da Cidade do México atrai tantas fraudes

Por Redação Runner's World BR

Por que a Maratona da Cidade do México atrai tantas fraudes?
Foto: Reprodução Instagram / @telcelmexicocitymarathon

A Maratona da Cidade do México vai acontecer neste domingo (25). E uma recente matéria do The Economist sobre o assunto chamou atenção. Nela, é dito que o evento é um dos que mais expulsam participantes por trapaça: ano passado, 5 mil dos 28 mil participantes foram desclassificados. E mais gente foi retirada do meio da corrida. 

Fraude na Maratona de Boston 2019: participante teria cortado caminho em prova

Pois é. Nenhuma outra prova admite ter tantas trapaças quanto a Maratona da Cidade do México. Mas por que isso acontece por lá? Segundo o próprio The Economist, a questão tem a ver com a mobilidade urbana da cidade. Com fácil acesso ao metrô, muitos corredores cortam o percurso pelo transporte. 

Nas últimas seis edições, as medalhas foram estampadas com uma letra. Juntando as de todos os anos, elas soletravam a palavra “México”. “Isso motivou algumas pessoas a trapacear e completar a coleção”, disse Javier Carvalho, chefe da Maratona da Cidade do México, ao The Economist. Em 2019, uma nova série de seis medalhas será lançada, dessa vez formando o mapa da cidade. 

O que está sendo feito para diminuir as trapaças da Maratona da Cidade do México

 

View this post on Instagram

 

Corte del listón #MaratónCdMxTelcel. #ElOrigenDeMiRuta #DeAquíSoy #CapitalDelDeporte

A post shared by Maratón CDMX Telcel (@telcelmexicocitymarathon) on

Nesta edição, os organizadores esperam que o número de fraudes diminua. Cada participante receberá um chip e terá que passar por todos os pontos de verificação eletrônica colocados ao longo do caminho. Desse modo, fica bem fácil de identificar os corredores de chocolate (gíria mexicana para os trapaceiros). Quem utilizar o metrô será desclassificado, mas somente alguns dias depois de receber a medalha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here