Pratique ioga para correr mais rápido e evitar lesões

Por Cindy Kuzma

Na imagem, a instrutora de ioga Traci Copeland alonga os quadris e glúteos na postura da pomba. Foto: Matt Rainey

Embora tenha uma postura de corrida perfeita, a corredora de elite norte-americana Ann Mazur nem sempre foi flexível. Ela cresceu nadando e correndo e, durante o ano em que disputava uma vaga no time de atletismo da Universidade de Notre Dame (EUA), desenvolveu um quadro severo de síndrome da banda íliotibial (lesão caracterizada por dor na lateral do joelho). Na busca pela cura, experimentou praticar ioga com mais regularidade, o que melhorou a lesão e a performance. Em seu primeiro ano de faculdade, reduziu de 20min16 para 17min11 seu tempo nos 5 km. “Aquela experiência foi determinante para mim”, diz. “A ioga pode ajudar a correr melhor e mais forte.”. Veja aqui como a prática da ioga para correr mais rápido é possível. 

Dez anos, um certificado de instrutora de ioga e um título de Ph.D. em literatura inglesa depois, Ann construiu um míni-império em torno da frase “Pratique ioga, corra mais rápido”. Ou seja, pratique ioga para correr mais rápido. Essa é a apresentação do site dela, o runnersloveyoga.com, e do seu perfil no Instagram (@runnersloveyoga), onde ela mostra séries em vídeo para corredores e uma coleção de roupas de ginástica.

E ela segue evoluindo, apesar de ter um volume de treino relativamente baixo – de 32 a 64 km semanais –, em comparação com os 96 km que corria na faculdade. No ano passado, Ann bateu seu recorde em corridas de 1,6 km (5min13s50) e na meia maratona (1h21min39). Ela não lembra quando foi a última vez que sofreu uma lesão por causa do esporte. E credita isso à prática diária de ioga.

Ioga para corredores

A fisioterapeuta norte-americana Diana Zotos concorda que corredores que praticam ioga regularmente tendem a ser mais saudáveis e a ter um rendimento melhor. Meia maratonista, Diana inclui ioga em seus tratamentos para lesões de corrida. “Correr é um movimento repetitivo e feito na maior parte em um só plano”, diz. “A ioga pode ajudar a manter as articulações saudáveis, reequilibrar o tecido conjuntivo e fortalecer os músculos de maneiras que não é possível fazer apenas com a corrida.”

Além disso, a ioga reprograma seu cérebro e sistema nervoso. Ao sincronizar a respiração com os movimentos e permanecer atento ao momento presente, você treina o corpo para entrar em um estado mental mais relaxado. Isso se traduz em corridas mais fáceis e agradáveis, afirma Diana.

Incorporar a ioga em sua agenda de exercícios requer planejamento. Mas, com a prática regular, o alívio do estresse e o treinamento de mindfulness que a modalidade oferece acaba melhorando outras áreas da vida. E você encontra um equilíbrio melhor entre corrida, trabalho e outras responsabilidades. Ann, que também é palestrante de literatura inglesa na Universidade de Virgínia, dá como exemplo sua própria vida. “É meio louco lecionar, comandar uma empresa, dar aula de ioga e correr semiprofissionalmente ao mesmo tempo”, fala. “Mas acabamos equilibrando tudo. Sempre há alguma coisa para nos deixar motivados.”

+ 5 razões por que a prática de ioga vai te ajudar na corrida

Ioga para correr mais rápido e evitar lesões

Como fazer da ioga parte da sua vida de corredor. Pratique ioga para correr mais rápido e evitar lesões. 

Comece devagar

Inicie com uma sequência de 1 a 3 posturas, além de meditação – ajuste um cronômetro para contar 5 minutos e respire calmamente ou use um aplicativo para prática guiada, sugere Diana. Realize as posturas logo depois de correr, quando os músculos estão aquecidos.

+ 8 posturas de ioga para incluir na rotina 
+ 4 exercícios de ioga para recuperar o astral

Encontre sua turma

Para uma experiência mais formal, procure um estúdio perto de casa ou do trabalho ou busque uma aula online. Se não gostar da primeira que testar, experimente outras, até encontrar um estilo que funcione para você.

Não entre em disputa

Mesmo que você seja um corredor experiente, pode ser um iniciante na ioga.

Ignore o que os demais alunos fazem e foque na dor e desconforto, que podem indicar que está alongando demais – e lembre-se: assim como na corrida, você vai evoluir com o tempo.

Pegue leve

A ioga é restauradora, mas não deixa de ser uma atividade física, principalmente se você faz uma versão avançada, como a power. Vale praticar nos dias de descanso da corrida. Mas evite aulas muito puxadas no dia anterior a uma prova ou treino de velocidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here