É preciso lavar o frango antes de prepará-lo?

Por Jordan Smith, da Runner’s World US

É preciso lavar o frango antes de cozinhá-lo?
Foto: Shutterstock

Antes de cortar uns tomates para fazer uma salada ou fatiar uma abobrinha para grelhá-la, você costuma lavar e higienizar todas essas comidas. Afinal, lavar os produtos ajuda a reduzir as chances de você ficar com alguma intoxicação alimentar. Então, é preciso também lavar o frango antes de cozinhá-lo, correto? 

Errado. Lavar o frango pode aumentar as chances de contaminação cruzada (transferência de microrganismos patogênicos de um alimento para o outro). O que pode te deixar ainda mais doente. O problema é que muita gente ainda lava suas proteínas, apontou um estudo recente do Departamento de Agricultura dos EUA.

5 combinações de alimentos saudáveis

Na pesquisa, os cientistas dividiram 300 pessoas em dois grupos. O primeiro grupo recebeu dicas de manuseio seguro para aves cruas, enquanto o segundo grupo não. Em seguida, os pesquisadores observaram os procedimentos de manuseio de frangos em todos os participantes.

Eles descobriram que das pessoas que receberam dicas de segurança, 93% não lavaram o frango. Mas 61% do outro grupo o fizeram. 

Mas por que muita gente ainda faz isso?

As pessoas do estudo que costumavam lavar o frango na pia explicaram que faziam isso para tirar todo o sangue e líquido gosmento da carne. Ou apenas estavam repetindo o costume que aprenderam com outra pessoa. 

“Alguns consumidores acreditam que lavar o frango vai melhorar o gosto dele”, disse Abby Snyder, professora da Universidade Cornell, à Runner’s World US. “Mas enxaguar a peça não vai eliminar as bactérias. Para isso, você precisa cozinhá-la.”

Simplesmente lavar o frango não seria suficiente para remover todo o risco de contaminação. Ele precisa ser esquentado a uma temperatura de 73°C para eliminar o risco de doenças transmitidas por alimentos — diz a recomendação do Centers for Disease Control and Prevention.

Passar água no alimento não só não remove as bactérias. Também representa um maior perigo de contaminação cruzada. “Nesse caso, estamos falando de patógenos, como a salmonela, que podem ser transferidos para tábuas, facas e até outros alimentos”, explica Snyder.

15 alimentos que aumentam a imunidade

Por que não posso lavar o frango?

Pense assim: quando o jato de água atinge a carne, ele pode levar algumas bactérias de sua superfície embora. E quando atinge a pia, a tábua ou a faca, vai ficar por lá. 

Isso coloca você em perigo. Além da salmonela, há a campylobacter, uma bactéria que tem origem em aves cruas. Ambas as doenças podem causar cólicas, febre e diarreia.

“Lavar ou enxaguar carne e aves cruas pode aumentar o risco de bactérias se espalharem pela cozinha, mas não lavar as mãos por 20 segundos imediatamente após manusear esses alimentos crus é tão perigoso quanto”, explica Carmen Rottenberg, administradora do USDA’s Food Safety and Inspection Service (FSIS).

Além disso, é recomendado manusear as verduras e legumes que não serão cozidos antes de preparar aves. Além de higienizar qualquer superfície onde a carne tenha tido contato. Lembre-se também de lavar as mãos com frequência — utilizando um sabão neutro e esfregando uma na outra por pelo menos 20 segundos.

É preciso guardar a pasta de amendoim na geladeira? 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here