Mais de 230 são presos em operação antidoping

Redação Runner's World Brasil

Foto: Shutterstock

Uma operação antidoping internacional envolvendo 33 países e a Agência Mundial de Antidoping apreendeu 3,8 milhões de substâncias e medicamentos ilegais e prendeu 234 pessoas, na segunda-feira (8), segundo informações do serviço Europeu de polícia (Europol).

A  Operation Viribus, envolvendo 23 nações da União Européia e dez outros países – incluindo Albânia, Colômbia, Islândia, Suíça e Estados Unidos – desmanchou 17 organizações e registrou quase mil pessoas pela produção, comercialização ou uso de substâncias ilegais.

A polícia informou ainda que fechou nove laboratórios subterrâneos em países europeus. Além de confiscar quase 24 toneladas de esteroides em pó.

Caster Semenya é liberada para competir sem tomar hormônios 

A operação também verificou casos de doping durante eventos esportivos. Para isso, foram realizados 1.357 exames (de sangue e urina) em alguns dos países participantes.

“Nos últimos 20 anos, o comércio mundial de substâncias anabolizantes aumentou significativamente”, afirmou a Europol em comunicado. Para exemplificar, o órgão citou atletas e fisiculturistas como usuários.

Os animais também são vítimas dessas substâncias. Criadores usam hormônios para engordar animais de fazenda ou melhorar o desempenho em competições esportivas, especialmente corridas de cavalos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here