Psicologia do esporte: treine o seu cérebro para melhorar a sua performance

Por Justin Ross, psicólogo do esporte, da Runenr's World US

psicologia do esporte
Foto: Shutterstock

Como atletas, estamos sempre buscando melhorias. Nós nos esforçamos para melhorar a nossa condição física nos treinos, mas muitas vezes deixamos a nossa mente ao acaso. Acabamos não estabelecendo uma prática para trabalhar habilidades mentais de alto desempenho. Quer melhorar a sua performance? Então treine o seu cérebro com a psicologia do esporte.

Na minha carreira como psicólogo do esporte, tive a sorte de trabalhar com atletas de diferentes origens e níveis de habilidade. Com essa experiência posso dizer que, independentemente do nível de habilidade, aqueles que alcançam seu nível autodeterminado de sucesso executam três elementos-chave do jogo mental. Primeiro, eles estão dispostos a reconhecer que a mente é um vaso poderoso que influencia os resultados. Em segundo lugar, eles são capazes de identificar que a força mental é uma habilidade em si e, como todas as habilidades, requer práticas e ajustes de tentativa e erro. Terceiro, eles adotam uma prática consistente de refinar seu trabalho mental.

Treine o seu cérebro com a psicologia do esporte

Se você quiser levar seu desempenho para o próximo nível, talvez você não precise necessariamente correr mais ou treinar mais. Você pode precisar completar seu treinamento com habilidades auxiliares que melhoram seu treinamento.

Isso não quer dizer que você pode simplesmente pensar em seu caminho para ganhos enormes ou performances inovadoras. Mas o verdadeiro poder de usar a psicologia para auxiliar o desempenho é aprender o que acontece em sua mente no que se refere à sua abordagem e engajamento em seu treinamento.

Isso inclui sua tomada de decisão, escolhas comportamentais e gerenciamento da experiência física do que a corrida gera em nós. A principal tarefa da psicologia do esporte de resistência é aprender como lidar melhor com o desconforto. Isso requer que você ultrapasse seus próprios limites percebidos sem ouvir sempre quando sua mente lhe disser que é muito difícil ou que você deva desacelerar ou parar. Você pode substituir essas mensagens, mas primeiro precisa desenvolver com sucesso uma plataforma de treinamento psicológico.

Então, aqui está a boa notícia: você não precisa contratar um psicólogo esportivo para aprender a adotar uma mentalidade de alto desempenho. Se você está trabalhando para entender melhor como seus pensamentos, atitudes e ações influenciam seu desempenho, você já está em seu caminho para se tornar seu próprio psicólogo esportivo. Veja como começar.

Saiba o que comer antes de correr para garantir bons resultados

Tenha consciência

Você não pode mudar o que você não está ciente. Esse é um dos meus ditados favoritos. Isso soa verdadeiro tanto para o esporte quanto para a vida. O desenvolvimento de uma plataforma de psicologia esportiva começa com a conscientização de sua mente como ela já funciona. Um fluxo de consciência flui por toda a sua vida, dando-lhe a oportunidade de prestar atenção aos seus pensamentos antes, durante e depois de um treino. Você está primeiro tentando entender melhor como você fala consigo mesmo e quais são as mensagens que estão continuamente flutuando através do espaço de seis polegadas entre seus ouvidos.

Frases para ajudar a superar as dificuldades na corrida

Tente isto

Você provavelmente já está gravando seus treinos através de algum aplicativo, como Strava. Mas quanto você está aproveitando desse material? Meu palpite é que a maioria vai se concentrar nas métricas da corrida: o tempo, a distância, o ritmo. Talvez até outros fatores, como frequência cardíaca, cadência e duração da passada ou como você se sente. Esses são fatores quantitativos importantes, mas você também precisa capturar os fatores qualitativos.

As experiências psicológicas durante o treinamento são menos tangíveis do que os quilômetros divididas em seu relógio. Quando você gravar suas corridas, certifique-se de anotar também o seguinte: O que você percebeu em seus pensamentos? O que você estava dizendo a si mesmo sobre como seu corpo se sentia? O que aconteceu em suas avaliações cognitivas quando você se cansou, entediado ou a corrida se tornou longa? O que você percebeu no ambiente ao seu redor? Começar a expandir seu quadro de percepção das métricas objetivas para sua estrutura interna é o primeiro passo para se tornar seu próprio psicólogo esportivo.

Cuide da sua narrativa

Cada um de nós carrega uma narrativa contínua em nossas mentes sobre quem nós pensamos que somos como pessoas e quem nós pensamos que somos como atletas. Essa narrativa pode nos edificar ou nos derrubar. Ela molda a maneira como nos aproximamos de tudo que fazemos na vida. Podemos nos envolver em tarefas difíceis, ou dizer a nós mesmos que somos incapazes de ter sucesso. Se descobrirmos que estamos defendendo os limites de nossa autopercepção, adivinhe: conseguiremos mantê-los.

Tente isto

Tire um dia para fazer declarações do tipo “eu sou” ou “você é” relacionadas ao seu treinamento da forma mais negativa possível. Por exemplo, diga a si mesmo alguma versão do seguinte: “Eu estou falhando. Eu estou ficando mais devagar. Eu nunca vou conseguir meus objetivos.”. Depois veja como esse tipo de ruminação negativa afeta não apenas seu desempenho, mas também seu humor e suas interações durante o restante do dia.

Então, no dia seguinte, seja positivo, entusiasmado e encorajador em relação ao seu treinamento: “Estou arrasando nos meus treinos! Estou me sentindo mais forte. Eu estou no caminho para alcançar meus objetivos.” Consegue ver ou sentir a diferença?

O ponto com este exercício é que seus pensamentos moldam uma quantidade tremenda da experiência que você tem com seu desempenho. Pensamentos excessivamente negativos vão acabar com você e possivelmente até vão causar descompromisso durante o treinamento. Pensamentos excessivamente positivos podem ser enganosos ou irrealistas. Encontrar uma mistura entre ser realisticamente otimista, esperançoso e encorajador vai prepará-lo para abordar seu treinamento de uma maneira mais produtiva. Você controla seus pensamentos. Você pode estar no comando de sua própria narrativa. Aprender a trabalhar deliberada e intencionalmente essas mensagens é um passo crítico no processo.

Aceite desafios

Todo mundo quer falar sobre resistência mental, mas a verdade é que a força mental só existe no contexto de um desafio. Você não pode ser mentalmente forte sem que haja dificuldades para enfrentar. As habilidades de psicologia do esporte podem se desenvolver mais quando você desafia tanto a mente quanto o corpo.

Tente isto

Exercícios difíceis proporcionam a maior oportunidade de entrar em contato com a forma como sua mente reage e responde a um desafio. Nestes momentos, podemos adotar uma mentalidade de desafio ou uma mentalidade de angústia.

Os atletas gostam de ser desafiados. E se abordarmos esses treinamentos com a estrutura cognitiva apropriada de aceitação e aumentando para atender às demandas do desafio, estaremos mais capacitados para esforços mais árduos. Uma mentalidade de angústia é exatamente o oposto. Dizer-nos como a tarefa é horrível, como não podemos esperar até que acabe não só torna o treino muito mais insuportável, mas também é muito mais provável que nos leve a desistir cedo. E isso normalmente leva à culpa e sentimentos negativos mais tarde. A tarefa de aceitar o desafio com uma estrutura cognitiva intencional é um bom lembrete de que a maneira como a sua mente responde ao treinamento é exatamente como responderá nas corridas. E esse tipo de pensamento está 100% dentro do seu raio de influência.

Saiba como usar a sua mente para se recuperar mais rápido de lesões

Muitas vezes confundimos precisar de coragem, confiança ou autoestima primeiro para nos engajarmos em coisas difíceis, mas isso vem antes. A confiança nasce de fazer coisas difíceis. Temos que abraçar um desafio e nos inserir em tarefas difíceis. Fazer isso nos dá a oportunidade de experimentar as tendências padrões de nossa própria psicologia. Dessa forma, é possível vislumbrar o que pode ser possível, modificado ou desafiado em nossa abordagem psicológica. Esse nível de foco mental guiado requer, em seguida, repetição, consistência e atenção diária, junto com o seu treinamento físico. Isso é o que é psicologia do esporte.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here