Tomar cafeína durante o treino pode ser perigoso de verdade?

Por Elizabeth Millard, da Runner's World US

cafeína durante o treino faz mal
Foto: Shutterstock

Usar a cafeína no pré-treino e durante o exercício é bastante comum e pode oferecer alguns benefícios reais de desempenho. Mas um novo estudo sugere que o hábito pode estar ligado a maiores chances de formação de coágulos sanguíneos. E isso pode levar a efeitos ameaçadores à vida em algumas pessoas. Então, tomar cafeína durante o treino faz mal?

No estudo, publicado na revista Medicine & Science in Sports & Exercise, os pesquisadores analisaram 48 homens, com uma idade média de 23 anos e um índice de massa corporal normal. Os participantes completaram duas sessões, com intervalo de uma semana, em ciclos de exercícios que foram gradualmente aumentados em velocidade até a exaustão do participante – tornando-se um treino de alta intensidade. Antes, eles receberam um placebo ou uma bebida com cafeína. Amostrar de sangue foram coletadas antes e depois, juntamente com a notificação dos sinais vitais.

Eles descobriram que a cafeína aumentava significativamente o fator de coagulação durante o exercício. Isso significa que os participantes que tomaram as bebidas com cafeína tinham um fator de risco mais alto de coágulos sanguíneos. Isso é importante, já que os coágulos sanguíneos podem causar coisas como derrame, trombose venosa profunda, ataque cardíaco e embolia pulmonar.

Estudo sugere que consumo de cafeína aumenta tolerância à dor 

Cafeína durante o treino e fatores de risco

Então, com esses dados, todos deveriam abandonar seus géis de energia com cafeína? De maneira nenhuma, disse o principal pesquisador Paul Nagelkirk, diretor do Laboratório de Fisiologia do Exercício Integrativo da Ball State University, nos Estados Unidos. Isso porque o aumento do fator de coagulação afeta, sobretudo, quem já tem algum outro fator de risco cardiovascular, como obesidade, tabagismo, pressão arterial ou colesterol alto.

“Para a maioria das pessoas, a cafeína é segura e o exercício também”, disse ele à Runner’s World. “Adultos saudáveis ​​que atualmente desfrutam dos benefícios da cafeína como uma rotina de pré-treino ou pré-prova têm poucos motivos para se preocupar com o potencial de coagulação do sangue.”

Uma questão em potencial, no entanto, pode ser que muitas pessoas realmente não sabem onde estão na escala “saudável”. Embora você saiba se fuma ou não, ou se enquadra na categoria de obesos, são os outros fatores que podem ser complicados.

4 exercícios para te ajudar a correr mais rápido

O que é estar saudável?

“Há pessoas que aparentemente são saudáveis, mas que têm uma condição patológica subjacente que as coloca em risco”, disse Nagelkirk.

Isso significa que, mesmo que você ache que a pressão arterial e o colesterol estão bons porque você está em forma, é possível que eles estejam em alta devido a uma condição herdada, por exemplo. Conhecer seus números e verificá-los regularmente é crucial para saber se você realmente é saudável.

Café e corrida: como o “cafezinho” pode influenciar na sua performance 

Quanto de cafeína é seguro?

“Se você verificou seus números e caiu na zona saudável de pressão arterial e colesterol, ainda há um limite quando se trata de um consumo seguro de cafeína”, diz Nagelkirk. A recomendação geral é obter menos de 400 miligramas (mg) de cafeína por dia.

“A quantidade de cafeína na maioria dos produtos comerciais está dentro desses limites e é considerada segura para a maioria das pessoas”, disse ele. “Níveis perigosos são mais provavelmente consumidos por pessoas que usam cafeína em pó ou em forma de pílula, e que ignoram as precauções de dosagem.”

No entanto, esse máximo de 400 mg inclui toda a sua cafeína durante o dia. Por isso, certifique-se de que inclui o seu copo da manhã (ou xícaras) de café na sua contagem, bem como o que vai receber durante o treino.

Além disso, não ingerir cafeína não quer significa que você treinará melhor. “Pesquisas anteriores não mostram nenhum benefício positivo de desempenho para ultrapassar os limites de ingestão recomendados”, afirma.

‘Cold brew’: café passado com água fria faz bem? 

Fator de risco x cafeína

E se você tem fatores de risco cardiovascular tenha calma. Isso não significa necessariamente que você precisa eliminar completamente a cafeína durante os treinos. Basta diminuir a intensidade do seu exercício quando você consumir cafeína.

“O exercício de baixa intensidade não aumenta o potencial de coagulação sanguínea da mesma forma que o esforço de intensidade vigorosa”, disse Nagelkirk. “Ainda assim, as pessoas que têm alguns fatores de risco cardiovascular podem querer repensar o uso da cafeína, dado o seu potencial aumento do risco.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here