Treino de CrossFit: será que ajuda a correr mais rápido?

Estudo revela como o CrossFit fez diferença no desempenho esportivo de corredores

Créditos: Jacob Lund/Shutterstock

De acordo com estudo publicado no International Journal of Sports Physiology and Performance, incluir treino de CrossFit na planilha é uma tática válida para melhorar o desempenho esportivo. Inclusive na corrida.

Pesquisadores da Universidade Bellarmine, nos Estados Unidos, separaram corredores que percorria 16 km por semana e que treinavam por menos de cinco horas em dois grupos.

Assim, o primeiro grupo seguiu um plano de corrida polarizada. A planilha incluía: dois dias de corrida fácil, um dia de HIIT (treinos curtos e intensos intervalados), um dia de HIIT com períodos mais longos. E também um progressivo de 15 a 40 minutos e um treino longo. E eles aumentaram a distância para 48 a 64 km por semana.

Enquanto isso, o segundo grupo realizou dois dias de corrida de alta intensidade, dois dias de CrossFit. E também um dia que incluiu ambos os treinos (uma corrida de alta intensidade com um treino CrossFit) a cada semana.

O treino do CrossFit normalmente durava de 60 a 70 minutos. Consistia em atividades de força como levantamento de kettlebell com uma perna só e agachamento aéreo com dumbbell. Assim como desafios de força cronometrados.

Ambos os grupos treinaram cinco dias por semana. E, ao final de 12 semanas, os pesquisadores compararam seus VO2máx – quantidade de oxigênio que seu corpo pode usar durante o exercício – com a composição corporal e os tempos nos 5 km antes do estudo começar.

Benefícios do CrossFit

Os pesquisadores descobriram então que tanto o grupo de corrida polarizada quanto o CrossFitters melhoraram seus tempos nos 5 km em cerca de 90 segundos. Ficaram cerca de 5,5 a 6,2% mais rápido.

Além disso, também alcançaram reduções similares na gordura corporal, cerca de 2,5%. A única diferença notável foi no VO2max, em que os corredores do primeiro grupo melhoraram 8%. Enquanto que, os que fizeram crossfit só melhoraram apenas 3%.

Os resultados surpreenderam o pesquisador-chefe Andrew Carnes. Porque ele achava que o grupo de corrida polarizada teria melhorias significativamente maiores do que os de CrossFit.

Embora ele não duvidasse que o grupo CrossFit poderia ter uma melhor evolução, não achava que isso se traduziria em melhor desempenho de corrida. Isso porque, para melhorar a corrida, ele achava que simplesmente era necessário correr mais.

Mas misturar um programa de condicionamento físico estruturado alternativo à planilha de corrida pode ajudar a melhorar os tempos. Além disso, traz os benefícios do treinamento de força.

No entanto, é importante notar que este estudo analisou especificamente a distância de 5 km. Ainda não há tal evidência para corridas mais longas, onde os corredores são mais experientes e possuem uma maior quilometragem semanal.

“Uma vez que a distância aumenta, e uma vez que a população tem outro perfil, eu ficaria muito mais cético sobre eles conseguirem algum benefício do CrossFit que levaria a um melhor desempenho”, diz Jonathan Cane, fisiologista do exercício norte-americano.

Por isso, talvez quem seja maratonista precise pensar duas vezes antes de começar a trocar a alta quilometragem pelo CrossFit.

No entanto, se você é um corredor amador e está treinando os 5 km, o estudo definitivamente apoia que variar a intensidade do treinamento faz diferença.

Como variar os treinos

+ Como incluir treinos de força na planilha
+ Treino funcional para corredores: aprenda a fazer

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here