Saiba como usar a sua mente para se recuperar mais rápido de lesões

Por Cindy Kuzma

se recuperar mais rápido de lesões
Foto: Shutterstock

Pesquisas recentes mostram que o seu estado mental desempenha um papel realmente importante no risco de sofrer lesões crônicas e na sua capacidade de recuperação. Entenda como isso funciona e saiba como usar a sua mente para se recuperar mais rápido de lesões. 

Vejamos o seguinte estudo de 2013: pesquisadores analisaram atletas que tinham passado por uma cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado anterior e conseguiram prever com uma precisão de 70% quais deles já estariam completamente recuperados dentro de um ano. Como? Identificando fatores psicológicos chave, como disposição mental e sentido de controle. Em uma revisão independente de 11 estudos, cientistas descobriram que emoções como medo e dúvida impediam que atletas lesionados voltassem a correr no ritmo pré-lesão; já os atletas motivados e confiantes – apesar de terem um desempenho pior que o usual – estavam mais predispostos a um retorno rápido.

Dieta baseada em vegetais pode melhorar tempo de recuperação muscular

“Emoções podem ter um impacto sobre o comportamento e sobre o processo físico de recuperação”, diz Les Podlog, psicólogo esportivo e pesquisador da Universidade de Utah (EUA). “Se você estiver estressado, por exemplo, isso terá um impacto sobre o fluxo sanguíneo que vai até a sua lesão. E quando você está lesionado, precisa de um bom fluxo sanguíneo para promover a recuperação.”

Use a sua mente para se recuperar mais rápido

Emoções e lesões

Não é apenas na recuperação que a cabeça importa. Quando pesquisadores analisaram 278 corredores, alguns deles lesionados e outros não, descobriram que aqueles que costumavam se culpar por não serem fortes o suficiente estavam mais predispostos a
se machucar ao longo do ano seguinte – fato que importou mais que a quantidade de quilômetros que eles corriam.

E há uma maneira de não se enxergar como um fracassado. “Ela é chamada conjunto de habilidades psicológicas para estimular a resiliência, e desenvolvê-lo pode melhorar tanto a recuperação física como o bem-estar psicológico”, diz Carrie Jackson-Cheadle, coach de habilidades mentais na Califórnia (EUA).

6 estratégias para acelerar a recuperação de lesões

As dicas a seguir podem te ajudar a mudar sua mentalidade, aumentando as chances de você voltar a correr mais rápido e forte do que nunca se alguma lesão te pegar.

Mantenha-se saudável

Obedeça às dores

O melhor indicador de uma futura lesão de corrida é uma lesão anterior. “Com certeza, parte da culpa é da biomecânica. Mas alguns corredores se lesionam de forma crônica porque padecem dos mesmos pensamentos e comportamentos repetidas vezes”, diz Toomas Timpka, médico e autor de um estudo sobre autoculpa. Nossos cérebros podem se adaptar gradativamente aos sintomas, segundo ele. Isso permite que corredores ignorem pequenas pontadas em vez de tratá-las. Para quebrar esse ciclo, anote pequenos incômodos em sua planilha. Rastrear a dor permite que você identifique problemas recorrentes e faça ajustes para evitar uma futura lesão.

Acalme o estresse

“Atletas que estão passando por uma época complicada da vida parecem ser mais propensos a se lesionar”, conta David Coppel, psicólogo esportivo na Universidade de Washington (EUA). Exercícios de respiração profunda mudam o seu corpo do modo ‘lutar ou fugir’ para o modo ‘descansar e digerir’, aumentando o fluxo sanguíneo restaurador e reequilibrando os níveis hormonais.

Procure apoio

Relações sociais positivas, como as feitas em um grupo de corrida, atuam como um protetor contra o estresse. Estudos mostram que sair com um colega de corrida entre treinos intensos pode ajudar a acelerar a recuperação. E, para um apoio extra, consulte um profissional. Psicólogos esportivos ensinam habilidades que ajudam a correr melhor e viver mais feliz.

Recupere-se corretamente

Reconheça a angústia

Nenhum corredor quer ficar muito tempo parado. E o simples fato de admitir isso já pode fazer você se sentir melhor, segundo Carrie. “Também pode te ajudar a seguir em frente escrever sobre o seu desapontamento”, ela acrescenta. Expresse as suas emoções negativas, mas finalize com algo positivo como, por exemplo: “Não me sentirei assim sempre”.

Ajuste seus objetivos 

É hora de trocar suas metas de corrida por objetivos focados na recuperação que sejam práticos e flexíveis. E foque em objetivos que estejam ao seu alcance, como fazer exercícios de fisioterapia diariamente. Fazer isso evita sentimentos de impotência enquanto você ainda estiver melhorando sua condição física, acredita Les.

Mude de conversa

Imagine que palavras de conforto você ofereceria a um amigo lesionado, então introduza pensamentos parecidos nos seus monólogos interiores. “A positividade ajuda a alterar seu comportamento e os efeitos do trabalho dos fisioterapeutas sobre você”, diz Les. Esse comportamento cria um ciclo positivo que pode melhorar a qualidade total do tratamento.

Volte mais rápido

Visualize o sucesso 

Aumentar o volume ou a intensidade da sua corrida depois de se recuperar de uma lesão costuma causar ansiedade. “Crie imagens mentais de você correndo firme e forte para restabelecer sua autoconfiança”, sugere Carrie. Em um estudo, sessões de visualização orientadas reduziram a ansiedade dos atletas e melhoraram a flexibilidade dos seus joelhos mais rapidamente após cirurgias de ligamento cruzado anterior. E tente aplicativos para celular que ofereçam meditações guiadas focadas em reabilitação e recuperação.

Siga um líder 

Procurar modelos de recuperação a seguir pode melhorar seu controle e sua confiança. Tanto se for de alguém da elite ou um amigo da vida real, encha-se de esperança (e de dicas, se vierem de alguém qualificado) de outros corredores que se recuperaram.

Lembre de suas razões

Em sua pesquisa, Les descobriu que atletas lesionados intrinsecamente motivados – que querem voltar por amor à corrida, não por recompensas externas – têm mais experiências positivas e menos ansiedade em seus retornos pós-lesão. Durante sua recuperação, reflita sobre por que você corre. Tanto se for para ficar saudável, como forma de fazer novos amigos ou para reforçar sua autoconfiança, sintonizar-se com suas motivações mais profundas pode estimular a sua paixão por correr enquanto você se recupera. 

Estou realmente lesionado?

Às vezes, é difícil dizer qual é a diferença entre dores normais decorrentes dos treinos e dores provenientes de lesões. “Mas, se você estiver lesionado, há sinais de alerta com os quais ter cuidado, como dores que aumentam ou se intensificam durante a corrida, que perduram por um dia ou mais depois de você parar de correr ou que alteram sua técnica”, explica o médico do esporte norte-americano Kevin Vincent. Pare de correr se sentir dores desse tipo e procure tratamento se elas não desaparecerem com descanso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here