Mundial de Atletismo 2018 tem bateria inteira desclassificada

Confira o fato inédito na história do Mundial de Atletismo 2018

Créditos: Reprodução/Youtube

Fato nunca tinha acontecido antes na história do Mundial de Atletismo 2018

O Mundial de Atletismo Indoor de Birmingham 2018 teve um marco inédito. Todos os atletas da terceira bateria foram desclassificados na prova das 400 metros masculino.

Cinco competidores disputavam o pódio, e nenhum conseguiu se classificar.  O catari Abdalleleh Haroun, um dos favoritos, queimou a largada muito antes do tiro ser dado.

Isso permitiu que o corredor dos 400 m mais rápido da atualidade, o granadino Bralon Taplin, cruzasse a linha de chegada primeiro, com o mínimo esforço.

Ele teria se classificado para a semi-final se não tivesse saído da sua raia e invadido a outra pista. Assim como também aconteceu com seus outros três adversários.

O jamaicano Steven Gayle, o letão Austris Karspinskis e o bahamense Alonzo Russel também invadiram as raias adversárias e foram desclassificados. É a primeira vez na história do campeonato que isso acontece.

Confira no vídeo:

 

Mais sobre o Mundial de Atletismo:

+ Jovens brasileiros batem índice a Mundial de Birmingham 2018 
+ Mundial ensina: cuidar da técnica é um processo constante