Shoe Dog

Uma viagem pela história da Nike

Foto: divulgação.

Não pare. Este tem sido o lema de Phil Knight, um dos fundadores – junto com Bill Bowerman, o lendário técnico do Oregon – da empresa que viria a se tornar a Nike. Muito reservado, Phil parece ter exorcizado seus demônios com o livro “Shoe Dog – A Memoir by the Creator of Nike”, uma gíria americana que serve para designar homens que, como ele, dedicaram toda sua vida aos calçados.

Leia mais:

+ 10 filmes sobre corrida para assistir online
+ Aleph lança edição especial de Forrest Gump

O livro cobre toda a história da Nike até a abertura de capital da empresa em 1980 e é absolutamente essencial para qualquer corredor, além de ser uma história inspiradora. E honesta. Phil fala com paixão e expõe de forma contundente todas as suas inseguranças e maneirismos. Mas exalta a força do time que o acompanhou nesta jornada. Não é uma egotrip – ele exalta a importância de sua equipe com, antes, um conto sobre a perseverança. Como ele mesmo afirma no livro, o único conselho que ele se sente confortável a dar a qualquer um é “não pare”. Algo como pedra que rola não cria limo.

Foto: divulgação.
Foto: divulgação.

O relato nos mostra, em detalhes, como o mundo esportivo saiu do total amadorismo para o status atual, onde muitos bilhões de dólares são movimentados a cada ano e como a tecnologia foi e é fundamental neste desenvolvimento. Para quem é louco por tênis, o livro deve ser lido e relido. Sugestão: tenha ao lado o seu smartphone ou computador para conferir as fotos dos modelos citados. Aliás, é nisso que o livro peca, de forma inexplicável: nem uma fotinha que seja. Nem do autor.

Se hoje, nas grandes competições, encaramos com naturalidade a onipresença da marca e de suas concorrentes, Phil nos fala do árduo caminho percorrido. E nos mostra que a paixão deve ser sempre perseguida, independente dos obstáculos encontrados. Para nós, corredores, essa é uma verdade absoluta. E, se após ler o livro você se pegar reparando em detalhes de produtos de uma forma totalmente nova, não estranhe. E divirta-se!

Importante: infelizmente, o livro ainda não tem uma edição em português. Mas você pode comprá-lo, em inglês, na Amazon, na Livraria Cultura ou na Saraiva. Tem até versão em eBook. Vale o esforço!

claudioClaudio Pacheco é maluco. Por corridas, coisas e histórias de corredores. Por tudo que lembra remotamente o ato de colocar um pé na frente do outro e ganhar velocidade. Aliás, ser rápido é o desafio. Ele jura que um dia evolui!

SHARE