Corredor quebra recorde mundial das 100 milhas (160 km)

Por Andrew Dawson, da Runner's World US

recorde mundial das 100 milhas
Zach Bitter durante o Six Days in the Dome, onde recorde foi quebrado. Foto: Reprodução/Instagram/Zach Bitter

No sábado (24), Zach Bitter quebrou o recorde mundial das 100 milhas (160 km) com o tempo de 11:19:13 – pace de 4min13/km. A corrida aconteceu em uma pista coberta de Milwaukee, nos Estados Unidos, durante o Six Days in the Dome.

Aos 33 anos, Zach é o recordista das 100 milhas dos Estados Unidos há seis anos. Em 2013, ele fez a distância em 11:40:55 durante o Desert Solstice Invitational. Desde então, ele treina pelo recorde mundial – estabelecido pelo russo Oleg Kharitonov em 2002, com o tempo de 11:28:03.

Mulher de 91 anos quebra recorde mundial nos 400 m 

Uma oportunidade para o recorde

Zach se preparava para o Spartathlon, que acontece em setembro, na Grécia, quando foi convidado para o evento. Era para ser uma espécie de aquecimento para a sua prova-alvo, mas depois de alguns treinos, começou a pensar no recorde.

“Eu estava em Phonix treinando de três a três horas e meia em uma temperatura aproximada de 38°C e ainda chegava a 4min02/km”, contou Bitter à Runner’s World. “Em um bloco de quatro semanas, eu bati 215, fiz duas semanas de 240 km e mais uma semana pesada. Então eu senti que estava na minha melhor forma.”

Como a corrida seria realizada em condições ideais, em um ginásio com temperatura de 13°C, Bitter percebeu que essa seria uma boa chance.

Atletismo tem ouro e quebra de recorde no Pan-Americano 

recorde mundial das 100 milhas
Foto: Cortesia Zach Bitter/Runners World US

Recorde mundial das 100 milhas

No dia da prova, tudo corria bem. Depois de cinco horas, a temperatura o mantinha frio e a sua estratégia de abastecimento o mantinha hidratado. Além disso, suas pernas estavam ótimas depois de cruzar a marca de 80 km em 5:40:38.

Na segunda metade das 100 milhas seu ritmo caiu um pouco. “Por volta dos quilômetro 80 eu não estava mais tão confiante”, afirmou. “Eu tive algumas boas voltas depois. Quando  atingi a distância do meu maior longão eu entrei em uma frequência mental muito boa. Era o que eu precisava para pensar que era apenas mais um treino do final de semana.”

Ao finalizar as 100 milhas (160 km) em 11:19:13 ele quebrou o recorde mundial das 100 milhas em quase dez minutos. E com pace de 4min13/km.

Corredor de 96 anos quebra recorde mundial nos 5 km 

“Foi um peso grande em meus ombros”, afirmou. “Foi grande parte do meus treino por seis anos. Então, quando finalmente consegui, foi como colocar a última peça que faltava em um quebra-cabeça.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here